María Celeste Zalloechevarria  é Espuma Bruma, natural de Mar del Plata, Argentina.   Artista de rua autodidata teve sua formação na Escola de Circo Criollo  - Buenos Aires, na  Escola de Artes Urbanas – Rosário e na Escola Nacional de Circo -Rio de Janeiro.

É especialista em equilíbrio na corda bamba e bolas de sabão. 

Em 2013 chega para morar no Rio de Janeiro e ingressa na  ESLIPA - Escola Livre de Palhaços.  Estuda con LilY Curcio, Mauro Bruzza, Ésio Magallanes, Breno Moroni e Pepe Nuñez. Em sua pesquisa como palhaça realiza a oficina “O jogo como técnica” com João Carlos Artigos Teatro de Anônimo. A partir deste encontro investe no aprofundamento do jogo cômico e o desafio de criar uma cena baseda na brincadeira,  na sedução do espectador e uma comunicação que fale aos sentidos.  A técnica é um pretexto para contar as historias, comunicar e promover encontros.  A corda bamba, bolas de sabão e a manipulação de objetos ficam a serviço do objetivo principal da palhaça: emocionar.

No ano 2015 conforma com outros artistas o Coletivo de Criadores Circenses uma pesquisa para construir cinco solos de maneira coletiva. Assim e através do Programa de Fomento a cultura carioca começa uma pesquisa com a direção de Fabio Freitas – Teatro de Anônimo e juntos criam AlfonsinA.

Desde 2010 participa com seu espetáculo solo “rOdandO”  em diversos festivais na Argentina, Peru, Uruguai, Brasil, Guatemala, Espanha, França, Alemanha, Itália, Eslovênia, Portugal, Dinamarca, Suíça,Holanda, Bélgica, Macedônia, Coréia do Sul e Tailândia.