María Celeste Zalloechevarria  é Espuma Bruma, natural de Mar del Plata, Argentina.   Artista de rua autodidata teve sua formação na Escola de Circo Criollo  - Buenos Aires, na  Escola de Artes Urbanas – Rosário e na Escola Nacional de Circo -Rio de Janeiro.

É especialista em equilíbrio na corda bamba e bolas de sabão. 

Em 2013 chega para morar no Rio de Janeiro e ingressa na  ESLIPA - Escola Livre de Palhaços.  Estuda con LilY Curcio, Mauro Bruzza, Ésio Magallanes, Breno Moroni e Pepe Nuñez. Em sua pesquisa como palhaça realiza a oficina “O jogo como técnica” com João Carlos Artigos Teatro de Anônimo. A partir deste encontro investe no aprofundamento do jogo cômico e o desafio de criar uma cena baseda na brincadeira,  na sedução do espectador e uma comunicação que fale aos sentidos.  A técnica é um pretexto para contar as historias, comunicar e promover encontros.  A corda bamba, bolas de sabão e a manipulação de objetos ficam a serviço do objetivo principal da palhaça: emocionar.

No ano 2015 conforma com outros artistas o Coletivo de Criadores Circenses uma pesquisa para construir cinco solos de maneira coletiva. Assim e através do Programa de Fomento a cultura carioca começa uma pesquisa com a direção de Fabio Freitas – Teatro de Anônimo e juntos criam AlfonsinA.

Desde 2010 participa com seu espetáculo solo “rOdandO”  em diversos festivais na Argentina, Peru, Uruguai, Brasil, Guatemala, Espanha, França, Alemanha e Itália.